TRATAMENTOS

Conheça os tratamentos realizados pela NEMO.

+5.800

Sessões de Neuromodulação
Média de 150 mensais

Estimulação Magnética Transcraniana

Técnica que consiste na aplicação de corrente magnética que facilita a plasticidade cerebral.

Estimulação Elétrica Transcraniana

Através de corrente elétrica de baixa intensidade, gera mudanças na excitabilidade cerebral.

Realidade Virtual

Mobiliza regiões específicas do cérebro e provoca alterações em sua estrutura

Vídeos 360° Personalizados

Oferecem grande efetividade na estimulação cerebral utilizando ambientes familiares ao paciente.

TRATAMENTOS

Conheça os tratamentos realizados pela NEMO.
DEPRESSÃO

A sensação persistente de tristeza ou perda de interesse pode levar a uma variedade de sintomas físicos e comportamentais, incluindo alterações no sono, apetite, nível de energia, concentração, comportamento diário ou autoestima.

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL (AVC)

Danos ao cérebro devido à interrupção do fornecimento de sangue. Os sintomas incluem dificuldade para andar, falar e compreender, bem como paralisia ou dormência da face, do braço ou da perna.

DOR CRÔNICA

A dor pode ser causada por uma inflamação ou disfunção dos nervos. O principal sintoma é a dor persistente que dura de semanas a anos.

PROBLEMAS MOTORES

Alterações na funcionalidade dos movimentos e posturas.

Dor de cabeça

Pode ocorrer em um ou em ambos os lados da cabeça, serem isoladas em determinada localização, irradiarem pela cabeça de um ponto ou a outro, serem latejantes ou uma sensação de dor surda. As dores de cabeça podem aparecer gradualmente ou de repente, e podem durar menos de uma hora ou por vários dias.

Vícios e compulsões

As compulsões, comportamentos compulsivos ou aditivos são hábitos aprendidos e seguidos por alguma gratificação emocional, normalmente um alívio de ansiedade e/ou angústia. Eles se caracterizam por serem repetitivos e por se apresentarem de forma frequente e excessiva, quase automaticamente.

Déficit de atenção

Doença crônica que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade. Pode contribuir para baixa autoestima, relacionamentos problemáticos e dificuldade na escola ou no trabalho.

Dificuldade de fala

Caracteriza-se pela dificuldade em articular as palavras - má pronúncia, seja omitindo ou acrescentando fonemas, trocando um fonema por outro ou ainda distorcendo-os ordenadamente.

INSÔNIA

Os sintomas podem incluir dificuldade para dormir ou permanecer dormindo e não se sentir descansado. A maioria dos casos está relacionada a maus hábitos de sono, depressão, ansiedade, falta de exercícios físicos, doença crônica ou certos medicamentos.

Parkinson

Danos às células nervosas do cérebro fazem com que os níveis de dopamina caiam, causando os sintomas de Parkinson. Geralmente, o mal de Parkinson começa com um tremor na mão. Outros sintomas são movimento lento, rigidez e perda de equilíbrio.

Alzheimer

As conexões das células cerebrais e as próprias células se degeneram e morrem, eventualmente destruindo a memória e outras funções mentais importantes. Perda de memória e confusão são os principais sintomas.

AUTISMO

Os sintomas mais comuns incluem dificuldade de comunicação, dificuldade com interações sociais, interesses obsessivos e comportamentos repetitivos.

Perguntas frequentes

Tire suas principais dúvidas sobre Neuromodulação

1. O QUE É SIGNIFICA NEUROMODULAÇÃO?

São técnicas físicas capazes de melhorar a plasticidade cerebral. Elas consistem em 2 modalidades principais: a Estimulação Magnética Transcraniana e a Estimulação Elétrica Transcraniana. Esta última pode ser potencializada pelo uso da realidade virtual ou uso de óculos 360 graus.

2. PARA QUE SERVE A NEUROMODULAÇÃO?

As três principais indicações para o uso da Neuromodulação (tanto magnética quanto elétrica) são para pacientes com depressão, recuperação pós-AVC e dor crônica, mas existem inúmero outras indicações com eficácia comprovada ex., zumbido, Parkinson, Alzheimer, compulsões, etc.

3. QUAL A DIFERENÇA ENTRE A ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA E A ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA?

O estímulo magnético é um pouco mais intenso do que o elétrico, porém ambos modificam a plasticidade da mesma forma.

4. ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA OU ELÉTRICA: QUAL A MAIS EFICAZ?

Não existe diferença entre as duas. A escolha da técnica, portanto, vai depender da preferência e das contra-indicações de cada método.

5. QUAIS SERIAM AS CONTRAINDICAÇÕES PARA NEUROMODULAÇÃO?

ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA

Implantes metálicos no cérebro, histórico de convulsões não controladas, implantes cocleares.

ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA

Implantes cerebrais de clipes metálicos próximo a região a ser estimulada.

6. NO CASO DA ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA, POR QUE ASSOCIAR REALIDADE VIRTUAL (VR)?

A realidade virtual aumenta cerca de 3x os efeitos do tDCS.

7.POR QUE NÃO É POSSíVEL USAR A REALIDADE VIRTUAL JUNTO COM A ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA?

Para a aplicação da estimulação magnética o paciente precisa estar relaxado, com a cabeça apoiada de forma confortável, o que dificulta a experiência com a RV.

8. QUANTAS SESSÕES DE ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA OU DE ELÉTRICA SÃO NECESSÁRIAS?

ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA

10 sessões iniciais, que podem ser realizadas de 1 a 4 vezes por dia, seguidas por 5 sessões mensais por 6 meses, totalizando 40 sessões (10 iniciais + 30 de manutenção).

ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA

20 sessões iniciais, que podem ser realizadas de 1 a 4 vezes por dia, seguida por 
5 sessões mensais por 6 meses, totalizando 50 sessões (20 iniciais + 30 de manutenção).

9. QUAL A DURAÇÃO DAS SESSÕES?

20-50 minutos, tanto para elétrica ou magnética.

12. QUAIS OS EFEITOS COLATERAIS MAIS COMUNS?

ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA

Dor de cabeça, tontura, formigamento, sonolência - todos leves e transitórios.

ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA

Vermelhidão local da pele (pouco frequente), dor de cabeça e tontura (infrequentes) – todos leves e transitórios.

14. Como faço para realizar este tratamento?

Há 2 maneiras
    1)  Ligar para Ana Paula no: +55 51 99511.4530
     2)  Entrar em contato pelo email: contato@nemo.med.br

Obs: para a realização do seu tratamento é necessário requisição médica

equipe de especialistas

Conheça nossos profissionais especialistas no tratamento por Neuromodulação Cerebral
DR. PEDRO SCHESTATSKY
MD, PhD – Neurologista, professor de Neurologia na Faculdade de Medicina da UFRGS com Doutorado pela Universidade de Barcelona e Pós-Doutorado na Universidade de Harvard, USA. Autor de vários capítulos de livro em Neuromodulação e Revisor da Revista Neurology e Brain Stimulation,
entre outros jornais.
Dra. LAUREN ADACHI
PT, PhD. Fisioterapeuta com Mestrado e Doutorado pelo Laboratório de Neuromodulação da UFRGS. Curso de Neuromodulação pelo Instituto Scala e especialização em Pesquisa Clínica pela Universidade de Harvard, USA. Autora de vários capítulos de livros em Neuromodulação.
Juliana Maia
Formada em Educação Física pela Universidade Federal do RS com especialização em saúde mental com ênfase em transtorno por uso de substância. 
Ana Paula PIRES VIEIRA
Responsável pelo atendimento e suporte integral ao paciente, visando tornar sua experiência conosco a melhor possível.

Médicos parceiros

Dr. caio Gibaile
Médico pela Universidade de Brasília (UnB); CREMERS: 43151, Psiquiatra pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre / Universidade Federal do Rio Grande do Sul (HCPA/UFRGS); RQE: 36822, Psiquiatra Forense pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre / Universidade Federal do Rio Grande do Sul (HCPA/UFRGS); Pós-graduando em Filosofia e Autoconhecimento pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS); Forma de contato: (51) 99838-0707.

NOTÍCIAS

Explore um conteúdo completo sobre Neuromodulação cerebral e inspire-se com as novidades.

“Reorganizei meu cérebro e ganhei uma nova vida. Adeus depressão e ansiedade”

Paciente da NEMO

NOSSOS PARCEIROS

Quer saber mais? Preencha abaixo para receber novidades!
Obrigado! Em breve, enviaremos novidades para você.
Algo deu errado. Tente novamente!